BIOGRAFIA

Joaquim José Miranda Júnior é graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia (1990), mestre em Ciências Jurídico-Criminais pela Universidade de Coimbra (2001) e doutor em Ciências Jurídico-Sociais pela Universidade do Museu Social Argentino (2008).

Pós-doutor em Direito pela Universidade Nacional de La Matanza. Pós-Doutorando em Educação pela Florida Christian University, tem atuado como professor em diversas instituições de ensino superior brasileiras, portuguesas e argentinas, em graduações, mestrados e doutorados. É também coordenador e membro do Conselho Editorial de várias revistas científicas; orientador de inúmeras teses de doutorado já defendidas; membro de bancas de defesa de teses doutorais.

Joaquim foi Promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de Minas Gerais por 25 anos; Registra atuação como membro da comissão de concurso para ingresso na carreira do MP; membro do Conselho Penitenciário Estadual; membro do Conselho de Defesa de Belo Horizonte, Membro da Association for the Prevention of Torture; da MENSA International; dos Gideões Internacionais e Coordenador de Centro de Apoio Operacional Criminal do MP/MG.

Tem experiência em Docência do ensino superior, Educação e Direito, em especial: Direito Penal, Processo Penal, Criminologia, Crime, Punição, Intervenção Mínima e Responsabilidade Penal e Execução Penal. Autor e co-autor de livros jurídicos e de inúmeras publicações em jornais e revistas. Atuou, em 2013 e 2014, como Corregedor-Geral do Sistema Penitenciário Nacional, no DEPEN – Ministério da Justiça, em Brasília.

Atualmente, Joaquim compõe o Comitê Acadêmico do novo Doutorado em Ciências Jurídicas da Universidad del Museo Social Argentino, junto com Marcos Córdoba, Mário Valls, Carlos Burger, Eugenio R Zaffaroni, Teodora Zamudio e outros.